Deserto Raso

Este ensaio evoca uma reflexão da progressiva perda de relação com lugares que um dia já foram espaços vivos e pulsantes. Abordados como locais de cotidiano, de lazer e de vivência em sociedade, agora carregam somente um leve traço de memória nos vestígios que o tempo deixou. Em desuso ou abandonados, cada imagem carrega um “era uma vez” particular, como um indicio de um episódio a ser resgatado da memória. Agora são donos do vazio, que dita a invenção de uma paisagem inóspita pronta para ser redescoberta por aqueles que agora dedicam um novo olhar a elas.

Pichilemu – Chile, 2011.
Analice Diniz

Ensaio selecionado na Convocatória do Encontro de Agosto de 2011, em Fortaleza-CE.
Realizado em suporte digital, câmera Canon 7D.

Pensou em Cursos de Fotografia em Fortaleza, pensou Travessa da Imagem

Publicado em Conceitual, Fotografia, Trabalhos